Blog

Acompanhe as novidades e ultimas postagens.

Como Vender Fotos na Internet: Melhores Práticas e Plataformas

Sumário

person using laptop computer during daytime

Você pode ganhar dinheiro na internet vendendo fotografias — não importa se você é um fotógrafo profissional ou um amador. O melhor de tudo é que você precisa se dedicar em tempo integral a esse trabalho. Você vai poder fazer suas fotos, colocá-las à venda e gerar renda passiva.

Agora você estar se perguntando: mas como eu coloco minhas fotos à venda na internet? Quais são as melhores plataformas para vender minhas imagens?

Continue a leitura, porque vamos responder a essas perguntas e ajudar você a começar o seu negócio.

Vendendo Fotos na Internet: Explicando Todo o Processo

Dividimos o processo de venda em três simples etapas:

1. Escolha Um Nicho de Fotografia

Escolha um nicho de fotografia para que os clientes saibam qual é a sua especialidade. Se você ainda não sabe qual nicho escolher, experimente estilos diferentes e selecione o seu preferido.

Depois, faça uma pesquisa de palavras-chave para analisar quantas vezes as pessoas pesquisam sobre esse nicho na internet. Palavras-chave com mais de mil buscas mensais têm mais chances de trazer lucro para você.

Estes são alguns nichos que você pode escolher como sua especialidade:

  • Retratos. Retratos e fotos espontâneas de pessoas costumam fazer muito sucesso. As pessoas contratam esse tipo de serviço para ter fotos profissionais para seus sites, pôsteres e panfletos.
  • Fotos institucionais. Imagens com temas relacionados à vida de escritório tendem a vender bastante, já que muitas empresas precisam delas para ilustrar materiais corporativos e apresentações.
  • Culinária. Esse gênero de fotografia é muito usado em revistas e materiais de marketing de restaurantes.
  • Arquitetura. Nesse nicho de fotografia, você fará fotos de construções, interiores e pontos turísticos. Esse tipo de imagem é muito usado em sites e blogs de viagem.
  • Objetos. Muitos donos de loja virtual precisam ter fotos de seus produtos com qualidade profissional. Nesse nicho você vai precisar fotografar todo tipo de objeto, de livros a roupas.
  • Natureza. Fotos de flores e belas paisagens costumam ser as favoritas do público. Experimente fazer fotos em close-up também, para fazer suas imagens de destacarem.

2. Escolha Uma Plataforma de e-Commerce

Existem muitas formas de ganhar dinheiro vendendo suas fotografias. Você pode criar sua própria loja virtual, vender através de uma agência, ou entrar para uma cooperativa de fotógrafos.

Neste momento, vamos focar em um método específico: a venda de fotos em plataformas de fotografia, sejam elas bancos de imagem ou não.

Vender fotos em bancos de imagem é uma forma conveniente de ganhar dinheiro sem precisar se preocupar com marketing, divulgação, hospedagem de sites e outras tarefas do tipo. Exemplos de bancos de imagem onde você pode vender suas fotos são o Getty Images e o Depositphotos.

A desvantagem é que, nessas plataformas, você não terá muito controle sobre a resolução das fotos, as regras de compra e venda, o tema das imagens e os equipamentos que você vai poder usar. Além disso, o lucro gerado com a venda de cada imagem será dividido entre você e a plataforma.

Por outro lado, em sites de fotografia que não são bancos de imagem, você terá mais flexibilidade e controle sobre sua identidade como fotógrafo. Você vai poder vender fotos com praticamente qualquer temática, usar diferentes formatos e determinar seus próprios preços.

Mas esse tipo de plataforma também tem suas desvantagens. Você terá que gerenciar suas próprias vendas e fazer a divulgação das suas imagens. Fechar uma venda provavelmente vai levar mais tempo, mas, no longo prazo, você pode acabar gerando mais lucro.

Quanto ao pagamento, a maioria dos bancos de imagem fazem pagamentos mensais quando você atinge certo valor em vendas todo mês. Os sites de fotografia que não são bancos de imagem, por outro lado, transferem o dinheiro para você toda vez que um cliente compra uma foto sua.

Se você escolher vender nos bancos de imagem, existem duas opções: o modelo de concessão exclusiva e de concessão não-exclusiva.

No modelo de concessão exclusiva, você fará um acordo com o banco de imagens se comprometendo a não vender aquela foto em nenhuma outra plataforma. Esse modelo costuma pagar valores melhores sobre as vendas da foto.

Já no modelo de concessão não-exclusiva, você pode vender a mesma foto em quantos sites quiser, mas vai receber uma margem de lucro menor sobre cada venda.

3. Conquiste seu Público

Todo profissional criativo precisa conquistar um público para conseguir criar uma presença sólida na internet.

Os primeiros passos devem ser criar um portfólio online e uma conta no Instagram. Nessas redes, poste os seus melhores trabalhos e, quando possível, aumente o alcance das suas fotos usando hashtags relevantes.

Use a ferramenta AllHashtags para gerar sugestões de hashtags e conhecer quais trending topics podem ser interessantes para a sua marca.

Se seu orçamento for um pouco maior, você pode investir na publicação de anúncios no Instagram, e, assim, alcançar seus resultados de forma mais rápida. Você vai conseguir selecionar o público alvo dos anúncios e acompanhar dados sobre o desempenho dos seus posts.

Por último (mas não menos importante), adicione links para outras redes sociais nas suas bios. Por exemplo, você pode conectar sua conta do Instagram à sua página no Facebook ou ao seu Twitter.

Dicas Para Maximizar as Vendas e Lucrar Mais Vendendo Fotos na Internet

Estas são algumas dicas que podem ajudar você a expandir sua carreira de fotógrafo:

  • Melhore a qualidade das suas fotos: edite as imagens para aprimorar a qualidade delas, mas tome cuidado para não usar filtros demais. Use softwares como o Photoshop ou aplicativos para celular, como o Snapseed.
  • Adicione várias palavras-chave às suas fotografias: essa estratégia ajuda suas fotos a aparecerem em mais resultados de busca. Adicione termos que são relevantes para aquela imagem e não se esqueça de inserir também palavras-chave relacionadas ao seu nicho.
  • Esteja atento aos detalhes técnicos: evite vender fotos que contenham logos de outras empresas. Se você fotografa pessoas ou prédios, as partes envolvidas precisam assinar um contrato de cessão de imagem.

As 12 Melhores Plataformas para Vender Fotos Online

Listamos nossos sites de venda preferidos para que você possa começar a vender suas fotos hoje mesmo.

1. Crie Uma Loja Virtual para Vender Suas Fotos

Ter uma loja virtual é a melhor forma de vender suas fotos na internet. Você vai poder escolher cada detalhe do site para que ele combine com sua marca pessoal, vender quais imagens quiser e ter controle total sobre seu trabalho e os seus preços. Além disso, você fica com 100% do lucro.

Usar o WordPress é uma das formas mais fáceis de criar um site para vender suas fotos. A ferramenta é muito versátil, tendo muitos plugins que vão adicionar funcionalidades extras à sua loja. Por exemplo, o plugin Image Gallery multiplica as formas que você pode exibir imagens no seu site.

Use o plugin WooCommerce para adicionar uma loja virtual ao site. Escolha um tema, edite o layout, as fontes e as cores. Nós recomendamos que você use editores como o BreaverBuilder e o Elementor para simplificar o processo de criação da parte visual das páginas.

Dito isso, para usar o WordPress você terá que contratar um plano de hospedagem para que seu site possa ficar online. Esses planos custam a partir de R$5,99 por mês.

Se você preferir criar sua loja em uma plataforma que já inclua a hospedagem, experimente isar um construtor de sites, que vai oferecer também o nome de domínio e um editor intuitivo — tudo incluso no mesmo pacote.

Depois de construir e publicar seu site de vendas, você vai precisar construir sua credibilidade no mercado. Para isso, crie um blog e compartilhe tutoriais, dicas e outros conteúdos sobre fotografia para melhorar o ranqueamento do seu site nos resultados de busca.

2. Shutterstock

O Shutterstock é uma plataforma de venda de fotos muito conhecida, com milhões de clientes no mundo inteiro. Ela oferece fotografias de banco de imagem, vídeos, faixas de áudio e imagens vetorizadas.

Colocando seu trabalho à venda no Shutterstock, você vai receber uma porcentagem do lucro gerado toda vez que uma imagem sua for vendida. A porcentagem pode ir de 15% a 40%, dependendo do seu nível na plataforma.

Acompanhando a tendência do m-commerce, o Shutterstock permite que você importe as imagens diretamente pelo seu celular, usando um app.

3. Getty Images

O Getty Images é conhecido por seu vasto acervo de fotos de banco de imagem, que costumam ser muito usadas por jornais, revistas e marcas que buscam fotografias de alta qualidade.

Para vender fotos na plataforma, faça o download do aplicativo, preencha o formulário e importe entre três e seis imagens de sua autoria como amostras do seu trabalho. Sua candidatura será revisada e o resultado anunciado após alguns dias. Lembre-se que o Getty Images exige que os fotógrafos tenham, no mínio, 18 anos no momento da candidatura.

Com base no potencial de venda das suas fotos, os editores vão decidir se você fará parte do banco de imagens Getty Images ou da plataforma filial, chamada iStock. A primeira exige que você feche um contrato de exclusividade e paga a você 20% do valor das suas vendas. O iStock não exige exclusividade e repassa 15% do valor das suas vendas para você.

4. Adobe Stock

Antes chamado de Fotolia, o Adobe Stock é um dos bancos de imagem com melhor reputação do mercado.

O Adobe Stock paga 33% em royalties para o fotógrafo. Eles transferem o valor para a sua conta bancária quando você atinge o mínimo de 25 dólares de lucro. Esse percentual não é muito alto, mas você não precisará assinar um contrato de exclusividade com a plataforma — ou seja, você vai poder vender a mesma foto em outros sites também.

Transferir imagens para o Adobe Stock é muito fácil, já que você vai poder enviar a foto diretamente do software de edição de imagens. A plataforma também oferece um sistema de geração automática de palavras-chave, que vai ajudar você a economizar tempo.

Toda foto vendida no site fica disponível nos apps da Adobe, dando a você a chance de aumentar sua visibilidade em uma das maiores comunidades do mundo para profissionais criativos.

E, já que o Adobe Stock oferece muitas vantagens, o site tem um processo de controle de qualidade bem exigente. Garanta que você esteja enviando apenas os seus melhores trabalhos.

Dica de expert

Adicione as palavras-chave em ordem de importância. O Adobe Stock oferece uma ferramenta inteligente que sugere até 25 palavras-chave automaticamente para você, o que facilita muito essa tarefa entediante. Você vai poder reorganizar os termos e colocá-los em ordem de importância. Inclua palavras-chave relacionadas não apenas ao tema principal da sua foto, mas também a objetos que estão no cenário e termos que indicam ação (como “sentado”, “andando”, “de pé”, etc). Diferente de outros serviços, o Adobe Stock permite que você edite a descrição e as palavras-chave mesmo depois que a foto já foi aprovada pela plataforma.

Diretor de Marketing da Joy Organics

5. Alamy

O Alamy é um banco de imagens britânico, que também oferece imagens vetoriais, vídeos e imagens panorâmicas em 360º.

Esse banco de imagens oferece taxas de lucro generosas para os fotógrafos — entre 40% 50%, dependendo do regime de exclusividade da foto. A empresa faz a transferência dos lucros quando o profissional atinge o mínimo de 50 dólares ganhos.

A boa notícia é que você pode importar fotos para o Alamy diretamente do seu celular, usando o app Stockimo. Apesar disso, recomendamos que você use uma câmera DSLR ou outro equipamento equivalente para conseguir passar pelo controle de qualidade do Alamy.

Já que a plataforma não é tão grande como o Shutterstock ou o Getty Images, você vai precisar se esforçar para ganhar visibilidade. Para compensar, a margem de lucro do fotógrafo é mais alta, então você poderá ganhar a mesma quantidade mesmo vendendo menos unidades das suas fotos.

6. 500px

O 500px é um banco de imagens que reúne 14,8 milhões de membros. No site, você vai poder entrar em contato com outros fotógrafos, criar workshops e construir um perfil usando o sistema de contagem de visualizações e likes.

Na plataforma, qualquer pessoa é bem-vinda para postar suas imagens, não importa se tiverem usado uma câmera DSRL ou um celular no processo. Você também pode virar um destaque na galeria Editors’ Choice, então envie seus melhores trabalhos.

O fotógrafo fica com 30% do valor da venda se estiver operando sob o modelo de não-exclusividade. No modelo de exclusividade, os usuários recebem 60% do lucro. Você também pode fazer renda extra participando dos concursos de fotografia que o 500px organiza.

Os fotógrafos são divididos em categorias. Os que assinam o plano Free não pagam nada, mas só podem colocar à venda sete fotos por semana. Para quem precisa enviar mais fotos, sugerimos assinar o plano Pro (que custa 7,99 dólares por mês), que permite envios ilimitados e oferece ferramenta de análise de dados sobre o seu desempenho na plataforma.

A desvantagem é que você deve pagar para ter acesso aos melhores recursos do site, o que pode acabar comprometendo uma pequena fatia do seu lucro com a venda das fotos. Mesmo assim, você pode fazer mais dinheiro assinando um contrato de exclusividade com o 500px.

7. Elo7 + Etsy

Conhecido como um marketplace para a venda de produtos artesanais, o Elo7 também pode te oferecer uma plataforma para comercializar as suas fotos.

A plataforma cobra de 12% a 18% sobre o valor da venda e você também corre o risco de não ser encontrado por cliente em potencial algum, já que o público costuma entrar no site para comprar produtos físicos. Para vender por lá, você terá que atrair clientes em outros canais e redirecioná-los para a sua loja no Elo7.

Uma vantagem muito interessante da plataforma é que, com ela, você vai poder fazer vendas diretamente pelo WhatsApp também, usando o recurso Talk7.

Se você quiser expandir suas possibilidades de venda e alcançar públicos internacionais, recomendamos conhecer o Etsy, outra plataforma de venda de produtos artesanais, que atrai principalmente clientes norte-americanos.

O Etsy cobra, no mínimo, 0,20 dólares só pela postagem de cada produto na plataforma. Depois, serão descontados 5% da taxa de transação, 4,5% pelo processamento do pagamento e $0,40 adicionais. No final, você ficará com aproximadamente 90% do valor da venda.

Mesmo que o site tenha uma versão da interface traduzida para o português, lembre-se de que seus clientes são internacionais e procurarão palavras-chave em inglês. Tenha isso em mente quando for adicionar o título e a descrição das suas imagens.

8. Snapped4U

O Snapped4U é um banco de imagens especializado em retratos e fotografias de eventos. Após criar sua conta, você vai receber uma página pessoal, onde poderá criar galerias diferentes para cada evento que fotografou.

A plataforma é conveniente tanto para os fotógrafos quanto para os clientes. Os usuários não vão precisar criar uma conta antes de visualizar sua página, e você poderá criar uma URL personalizada para facilitar o compartilhamento.

Infelizmente, o Snapped4U não é gratuito. A taxa de inscrição é de 10 dólares, além da comissão mínima de 0,50 cobrada sobre a venda de cada foto.

9. FotoMoto

O FotoMoto é um serviço que ajuda você a vender cópias impressas das suas fotografias para um público internacional.

Para usar o FotoMoto, você precisa adicionar o código da plataforma ao seu site pessoal. Assim, um botão de compra será adicionado à sua página e, quando o cliente clicarem nele, o FotoMoto vai lidar com a impressão, a embalagem e o envio do produto.

O plano mais básico é gratuito, mas as taxas de transação são bem altas, 22%. Porém, você poderá reduzir essas taxas assinando um plano pago para usar a plataforma. Dependendo de quantas vendas você fizer, a segunda opção poderá sair bem mais barata no fim do mês.

10. Dreamstime

O Dreamstime é um dos sites de fotografia mais tradicionais do mercado.

Na plataforma, você poderá vender fotos de banco de imagem para pessoas do mundo inteiro e ganhar entre 20% e 50% dos lucros gerados por suas vendas. A porcentagem exata vai depender do seu nível e do tipo de licença escolhido. O Dreamstime transfere o pagamento assim que você atingir o valor mínimo de 100 dólares em lucros.

Além disso, o Dreamstime oferece muitos programas de incentivo. Você pode aumentar a sua visibilidade escrevendo artigos para o blog do Dreamstime, participando do concurso mensal de fotografia e enviando imagens editoriais para uma página exclusiva.

Infelizmente, o Dreamstime estipula um limite semanal para a postagem de fotos na plataforma. O limite de cada fotógrafo vai depender da taxa de aprovação de cada um. Por exemplo, fotógrafos que tiverem entre 50% a 80% de suas fotos aprovadas vão poder postar metade do limite máximo semanal.

Perguntas Frequentes Sobre Vender Fotos na Internet

Vamos responder algumas das perguntas mais frequentes sobre a venda de fotografias na internet.

Qual a Melhor Forma de Vender Fotos Online?

Essa é uma escolha difícil — cada um dos sites que listamos acima têm vantagens e desvantagens. Mas, se tivermos que criar uma lista com os três melhores, estes seriam os escolhidos:

  1. Criar uma loja virtual própria: você não terá que seguir regras de terceiros e, o melhor de tudo, não vai precisar dividir os lucros com ninguém.
  2. Adobe Stock: as ferramentas intuitivas e a comunidade de profissionais criativos e inovadores fazem do Adobe Stock uma plataforma valiosa para a venda de fotos.
  3. Alamy: oferecendo uma taxa de lucro decente para os fotógrafos, o Alamy é a melhor escolha para quem quer vender fotos como uma fonte de renda extra.

Quando Dinheiro Você Pode Fazer Vendendo Fotos na Internet?

Em média, você vai ganhar entre 0,25 e 0,40 dólares por foto vendida em sites de banco de imagem internacionais.

Apesar disso, o valor exato do seu lucro vai depender da porcentagem de royalties que você detém e o sistema de precificação da plataforma que você escolheu. O sistema de precificação é ainda mais importante em sites como o Shutterstock, que decide o preço das suas fotos.

Outros fatores que afetam o seu lucro são a qualidade da imagem, o tema da foto e se você assinou um contrato de exclusividade com a plataforma.

Alguns fotógrafos declaram fazer 500 dólares mensais com a venda de fotos na internet. A chave é trabalhar de forma persistente e continuar progredindo nas suas habilidades.

Conclusão

Se você quer vender suas fotografias na internet, vai precisar escolher um nicho, decidir qual plataforma de e-commerce usar e conquistar seu público alvo para atrair mais tráfego e gerar mais vendas.

Existem muitas formas de vender imagens na internet. Você pode escolher criar seu próprio site de fotografia, fornecer fotos de banco de imagem para agências ou vender em plataformas especializadas.

Agora que você conhece as melhores práticas e algumas das melhores plataformas para vender suas fotos, já pode começar seu negócio e começar fazer dinheiro com as suas imagens.

Confira nossos planos de hospedagem de Sites, planos de hospedagem para WordPress, planos Econômicos. Planos de Email Profissional e Servidores VPS. Tenha um atendimento personalizado entrando em Contato pelo Site ou pelo WhatsApp. Se você é um revendedor, confira nossos planos de revenda.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

APROVEITE

DESCONTO DE 50% VITALÍCIO

para os planos PLUS, MEGA E TURBO!

PROMOCODE: MHVITA50

Oferta Termina em:

Dias
Horas
Min
Seg