Blog

Acompanhe as novidades e ultimas postagens.

Como fazer pesquisa de palavras-chave para SEO local

Sumário


Antes de começar a falar sobre como funciona a pesquisa de palavras-chave local e como fazê-la da melhor forma, quero deixar claro: quando falamos de pesquisa de palavras-chave, estamos falando de pesquisa de tópicos. Não nos limitamos a focar em palavras-chave únicas para uma só página. Exploramos um tópico inteiro.

Confira o que será abordado sobre a pesquisa de palavras-chave local:

  • O que é SEO local?
  • Como você sabe se precisa usar SEO local?
  • Palavras-chave implícitas x explícitas
  • Como se faz pesquisa de palavras-chave local?
  • Confira sua pesquisa de palavras-chave local
  • Como você faz SEO local em 2021?

O que é SEO local?

SEO local é o processo de melhoria dos posicionamentos de um site para consultas que têm intenção local no Google Meu Negócio e resultados orgânicos regulares.

Muitas vezes, as pessoas relacionam SEO local automaticamente com o Google Meu Negócio. Essa é uma abordagem limitada para SEO local, pois há muito mais a se aproveitar com resultados orgânicos localizados.

O Google Meu Negócio é fundamental para se ter uma estratégia geral de pesquisa local e algo que precisa ser otimizado corretamente. No entanto, não é a única solução para a pesquisa local.

A pesquisa local também engloba resultados de pacotes locais/mapas e resultados de pesquisa localizados.

Como você sabe se precisa usar SEO local?

Se a sua base de clientes estiver localizada em sua maioria na mesma cidade ou região metropolitana onde o seu negócio está localizado (ou seja, uma empresa local), você precisará de SEO local.

Se você tiver uma localização física (ou mais de uma), precisará de SEO local.

Se não tem certeza se precisa de SEO local, uma maneira simples de descobrir isso é fazer algumas pesquisas por palavras-chave que você acha que seus clientes usam para encontrar seus produtos e/ou serviços.

Se os resultados tendem a ser mais localizados com base na localidade onde você pesquisa, você precisa de SEO local. Se o Google Maps aparecer na pesquisa, você precisa de SEO local.

Palavras-chave implícitas x explícitas

A diferença entre palavras-chave implícitas e explícitas fica mais clara com um exemplo.

Para fins de referência, moro em Bend, Oregon, EUA. Quando pesquisei “conserto de fornos” (implícito), encontrei estes resultados:

furnace repair keyword serp

Esta é a SERP da pesquisa “conserto de forno em bend” (explícito):

furnace repair bend keyword serp

Mesmo quando não incluí um local na pesquisa implícita, o Google inferiu que provavelmente estou à procura de uma empresa local para me ajudar com o forno. Quando confiro o resto da página da pesquisa implícita, também me deparo com esta preciosidade:

images for furnace repair keyword on serp

O Google sabe minha localização no momento da pesquisa, então vemos “bend oregon” e “centro do oregon” como as duas primeiras recomendações principais de tags de imagem.

Em resumo: no contexto da pesquisa local, palavras-chave explícitas incluem a localização, enquanto palavras-chave implícitas não. (conserto de forno em bend x conserto de forno).

Como se faz pesquisa local de palavras-chave?

Você pode passar um tempo pesquisando palavras-chave locais e descobrir algumas informações de alto nível com muita rapidez, ou pode entrar em detalhes e ter acesso a praticamente tudo o que conseguir pensar para traçar uma estratégia completa. Como eu disse no começo, vamos explorar tópicos, não apenas palavras-chave individuais.

Antes de entrarmos no assunto, precisamos escolher um setor e uma localidade. Nosso cliente de exemplo é uma encanadora localizada em Phoenix, Arizona, EUA. Confira o que vamos abordar:

  • Como dar os primeiros passos na pesquisa local de palavras-chave
  • Pesquisa implícita de palavras-chave de tópicos
  • Pesquisa explícita de palavras-chave usando o Google Search Console
  • Descubra perguntas para melhorar as páginas
  • Encontre oportunidades de palavras-chave aproveitando os concorrentes
  • Trace o planejamento

Como dar os primeiros passos na pesquisa local de palavras-chave

Antes de começar alguma pesquisa de palavras-chave para um cliente, primeiro precisamos entender no que o cliente quer se concentrar. Se nosso trabalho como especialista em SEO local é trazer leads mais qualificados para o negócio, precisamos saber que tipos de leads o cliente quer.

Nosso exemplo é uma encanadora localizada em Phoenix, Arizona. Há muitos tipos de serviços diferentes que podem ser classificados como encanamento, incluindo:

  • Encanamento comercial
  • Aquecedores de água
  • Reparo de esgoto
  • Tubulação de gás
  • Abrandador de água (filtro, teste)
  • Serviços de encanamento de emergência

Poderíamos usar apenas a consulta principal, encanadora, mas a cliente oferece alguns desses outros serviços, então estaria perdendo clientes em potencial. Durante uma reunião inicial com a cliente, ela nos contou as principais categorias de negócio em que quer se concentrar:

  • Aquecedores de água sem tanque
  • Serviços gerais de encanamento residencial
  • Serviços de encanamento de emergência

Nessa reunião, ela também nos contou as palavras-chave principais com as quais quer se posicionar. É ótimo ter uma lista inicial de um cliente, mas ele não é o consumidor real dele mesmo.

Esta é a lista inicial de palavras-chave que ela nos forneceu:

  • Aquecedores de água sem tanque em Phoenix
  • Encanador em Phoenix
  • Encanador de emergência em Phoenix

Sempre pedimos aos clientes uma lista inicial de palavras-chave, mas avisamos: “A lista inicial de palavras-chave que você fornece é útil, mas essas palavras talvez não sejam as melhores para o tópico específico. Assim que terminarmos nossa pesquisa, enviaremos nossas recomendações e próximos passos.”

Agora temos os principais serviços nos quais precisamos nos concentrar na pesquisa de palavras-chave local, então é hora de explorar cada tópico e criar uma lista de palavras-chave para cada um.

Pesquisa implícita de palavras-chave de tópicos

Vamos explorar cada tópico em que a cliente quer se concentrar e criar uma lista preliminar usando a Keyword Magic Tool da Semrush.

semrush keyword magic tool

Pesquisar “aquecedor de água sem tanque” na Keyword Magic Tool mostra mais de 37 mil palavras-chave. Por que eu escolhi a palavra-chave implícita em vez da palavra-chave explícita?

Quero identificar o maior número possível de palavras-chave relevantes para o tópico. Mais tarde, durante o processo de pesquisa, vamos comparar nossas descobertas com o que for extraído do Google Search Console.

Neste momento, o melhor uso do nosso tempo é fazer ao cliente algumas perguntas mais específicas sobre o assunto. Analisando o detalhamento da categoria na coluna da esquerda, perguntamos a ela:

  • Você usa aquecedores elétricos, a gás, propano ou todos os tipos de aquecedores de água?
  • Há alguma marca específica que você usa?

As respostas:

  • Trabalhamos apenas com eletricidade e gás
  • Rheem

Voltando aos nossos resultados, podemos detalhar e criar a lista de palavras-chave para o tópico, começando com eletricidade e gás. Em vez de clicar e analisar cada categoria, contarei com o recurso “Incluir palavras-chave” para filtrar os resultados.

Antes que os filtros sejam aplicados, vou adicionar as consultas mais amplas dos resultados iniciais à nova lista.

keyword filter

Depois que o filtro for aplicado, temos uma lista de mais de 9.800 palavras-chave. Podemos refinar ainda mais ainda a lista analisando as categorias na coluna da esquerda. As categorias de palavras-chave que gostaríamos de excluir são:

  • Avaliações
  • Vs
  • Melhor
  • Propano
  • Código
  • Exterior
  • Ventilação
  • Ecosmart
  • Bosch
  • Home Depot
  • Lowes

Depois que aplicarmos o filtro “Excluir”, temos um pouco menos de 7.400 palavras-chave. O próximo passo é adicionar palavras-chave à nossa nova lista de palavras-chave.

keyword magic tool screenshot

Como você pode ver na imagem, após a quinta palavra-chave, o volume médio de pesquisa fica abaixo de 4 mil. Esses volumes de pesquisa são baseados no conjunto de dados da Semrush sobre volumes de pesquisa nacionais nos EUA, não em Phoenix.

Não há resposta definitiva para o volume de pesquisa mensal médio mínimo para qualificar as palavras-chave a serem) incluídas na sua lista. Para esse exemplo, vou definir o volume como mil pelo filtro.

Após aplicar o novo filtro, restam 14 palavras-chave.

keyword magic tool keyword search volume filter

Das 14 palavras-chave, há apenas quatro que não adicionarei à lista.

Nosso próximo passo é exportar a lista e adicioná-la a uma planilha do Google. Removi muitas colunas da exportação para termos uma visualização mais clara do que é importante.

keyword list spreadsheet

A pesquisa implícita feita para esse tópico está pronta. A partir de agora, podemos recomeçar o processo com um novo tópico ou nos aprofundar nesse.

Pesquisa explícita de palavras-chave usando o Google Search Console

Para que esse processo funcione da forma mais tranquila possível, usaremos o Search Analytics for Sheets para extrair dados do Google Search Console.

  1. Instale o complemento na mesma conta do Google com acesso ao Google Search Console do qual você quer exportar dados.
  2. Na planilha em que colocamos nossa exportação da Semrush, crie uma nova aba.
  3. No menu, clique em complementos e encontre “Search Analytics for Sheets”.
  4. Passe o mouse sobre essa opção e clique em “Open sidebar”.
  5. Vamos definir as configurações apenas para considerar as consultas que correspondam ao nosso tópico.
  6. No intervalo de datas, prefiro definir 12 meses de dados.
  7. Tipo de pesquisa: deixe a opção padrão
  8. Agrupar por: consulta, página
  9. Filtrar por: sem tanque (a meta é ter os resultados mais amplos possíveis)
  10. O resto dos campos deve permanecer o mesmo.
  11.  Planilha de resultados: selecione a nova planilha para colocar os dados.
  12. Solicite os dados.

Depois que os dados forem propagados, chegou a hora da tarefa divertida de classificá-los e nos detalharmos um pouco mais no tópico.

Removi CTR e Posição e classifiquei a exportação por Impressões. Também adicionei uma nova coluna e a nomeei “MSV médio” com uma fórmula para dividir por 12:

keyword data spreadsheet export

Uma observação importante sobre o “MSV médio” do Google Search Console: este número é representado pelas impressões que este imóvel recebeu nos últimos 12 meses. Não é uma representação única do MSV médio verdadeiro para essas consultas.

Minha exportação teve um total de 512 consultas que poderiam ser agrupadas em apenas algumas categorias. Na planilha, adicionei outra coluna e a nomeei “Categorias”. Depois, adicionei categorias às 30 principais consultas na planilha e as classifiquei.

keyword list categories

As categorias provavelmente serão páginas únicas em torno do tópico principal, aquecedores de água sem tanque.

Analisar mais de 500 consultas para encontrar todas as palavras-chave possíveis demora demais. Você pode analisar todas as consultas, mas, em algum momento, perceberá que elas são muito parecidas com as que já classificou (aquecedor de água sem tanque vs tanque; tanque vs aquecedor de água sem tanque).

Estamos confiantes com nosso tópico, mas ainda temos mais alguns passos a percorrer antes de estabelecer um plano de conteúdo.

Descubra perguntas para melhorar as páginas

Ao analisar a etapa anterior, uma das categorias que adicionei foram as Perguntas Frequentes. Não estou recomendando de forma alguma que uma página de Perguntas Frequentes seja criada para esse tópico.

Meu objetivo é identificar as melhores perguntas de cada categoria, adicioná-las à página relevante e marcá-las com o esquema de perguntas frequentes (vamos explorar os recursos da SERP em breve).

Voltando à Keyword Magic Tool, há um filtro bacana chamado Perguntas. Nosso tópico ainda é o mesmo [aquecedor de água sem tanque]. Temos mais de 4.200 perguntas para filtrar. Se usarmos o mesmo mínimo de mil MSV, temos sete perguntas (uma já está na lista) para adicionar a uma nova lista. Quatro outras perguntas atendem aos nossos critérios, mas com base na intenção de cada pergunta, elas não correspondem aos nossos objetivos.

Vamos analisar o mesmo processo, exportando as sete perguntas que atendem aos nossos critérios e adicionando-as à mesma planilha onde está a outra exportação da Semrush.

keyword questions data

Esse é um bom começo, mas queremos garantir que abordamos tudo. AlsoAsked.com é nossa próxima parada. Essa ferramenta é gratuita e também mostra todas as perguntas que as pessoas fazem sobre um tópico.

Confira as perguntas que encontrei para o nosso tópico principal, aquecedor de água sem tanque:

people also asked questions screenshot

Não precisamos adicionar todas as perguntas relevantes do que reunimos às nossas recomendações. O interessante é recomendar as perguntas mais relevantes e mais frequentes sobre o nosso tópico.

É aqui que a comunicação com o cliente volta ao jogo. Neste momento, podemos enviar uma lista inicial das perguntas encontradas, mas queremos garantir que respondemos às perguntas que os clientes fazem.

Depois que enviamos as informações reunidas até agora, ela nos disse que essas são as perguntas que normalmente recebe sobre esse tópico:

  • Perguntas sobre o tamanho ideal (GPM) para a casa
  • Preços
  • Manutenção

Ao voltar para nossa lista, podemos eliminar todas as perguntas que não se encaixam. Para perguntas que estão relacionadas, mas escritas de forma ligeiramente diferente, vamos ter apenas uma ocorrência.

Esta é a lista de perguntas refinadas para o tópico:

refined topic questions list

Há dezenas de perguntas que poderíamos adicionar a esta lista, mas não queremos adicionar as que:

  1. Não são relevantes para a oferta de serviço da cliente
  2. São repetitivas

Estamos indo bem com as perguntas. E agora?

Encontre oportunidades de palavras-chave aproveitando os concorrentes

Encontramos várias palavras-chave e estamos confiantes com nossa pesquisa até agora, mas queremos fazer uma comparação com os concorrentes que se posicionam com a palavra-chave principal do tópico.

Confira os cinco primeiros resultados orgânicos locais para “aquecedor de água sem tanque em phoenix”:

tankless water heater phoenix serp

Quatro desses cinco sites são concorrentes locais. O quinto é um artigo sobre os prós e contras de se ter um aquecedor de água sem tanque.

Antes de começarmos a analisar com quais palavras-chave esses concorrentes se posicionam que podem ser relevantes para o tópico, preste atenção aos recursos da Página de Resultados do Mecanismo de Pesquisa (SERP) com os quais você se depara.

Para essa SERP, temos:

  • Pacote do Google Maps (não está na imagem, mas fica acima dos resultados orgânicos)
  • As pessoas também perguntam
  • Esquema de Perguntas Frequentes

Isso é importante e não deve ser ignorado. Já estávamos planejando adicionar o esquema de Perguntas Frequentes às nossas páginas, mas encontrá-lo em uma SERP ilustra as vantagens que a SERP traz.

O que está faltando?

Você conferiu a SERP em um dispositivo móvel? A SERP para dispositivos móveis parece praticamente a mesma, mas um dos concorrentes tem um outro recurso de SERP que também queremos adicionar à nossa página.

tankless water heater mobile serp

Essa imagem exibida na SERP para Goettl não é exibida em computadores, apenas em dispositivos móveis. Ela deixa o resultado um pouco mais em destaque do que os outros, certo? O único resultado ocupa quase toda a minha tela (iPhone 11 Pro) com o esquema de perguntas frequentes, também.

Como eles conseguem que a imagem seja exibida no celular?

Essa é uma ótima pergunta, mas eu não tenho a resposta para esse resultado. Se você consultar a página, a foto exibida no resultado do celular é a imagem de fundo da página. Normalmente, quando uma imagem é exibida em dispositivos móveis, o site usa o esquema PrimaryImageOfPage. Não consegui descobrir se esse site usa essa marcação.

Vamos voltar a identificar mais palavras-chave para o tópico.

Domínio por domínio, vamos analisar as palavras-chave orgânicas na Semrush e conferir se conseguimos encontrar algumas que não temos na lista.

semrush organic research tool

Considerando os principais concorrentes, não encontrei palavras-chave adicionais que deveriam ser adicionadas à lista.

Nem sempre funciona assim, mas ainda é importante verificar.

A pesquisa de palavras-chave desse tópico está pronta. Precisamos tratar de dois outros tópicos do cliente antes de enviar nossas recomendações. Em vez de repetir todos os passos que fizemos acima, vamos passar para a elaboração do plano.

Trace o planejamento

Antes de começarmos a produzir conteúdo e torcermos para posicionar as palavras-chave, precisamos considerar as páginas com melhor posicionamento para as páginas que criaremos.

Quando analisamos a lista de palavras-chave do Google Search Console, adicionamos categorias. Nossas categorias são principal, comparação, perguntas frequentes, nulo e conserto.

As palavras-chave da categoria de perguntas frequentes são a base das seções de perguntas frequentes das páginas, e também são marcadas com esquema.

Nulo significa que a palavra-chave não deve ser segmentada. Comparação, principal e conserto podem indicar uma página dedicada para cada uma dessas categorias.

Analisar as SERPs dessas várias palavras-chave por categoria (tópico) nos ajuda a ver se devemos criar páginas exclusivas para cada tópico ou misturá-las em uma página.

Compare as SERPs do tópico:

explicit vs implicit keyword search serp

Em uma pesquisa implícita (à direita), o resultado é conteúdo de sites com autoridade nessa categoria (Consumer Reports, Energy.gov, Bob Vila etc.). Em uma pesquisa explícita (à esquerda), temos principalmente empresas de encanamento em Phoenix que produziram conteúdo sobre esse assunto.

Ao pesquisar sobre esse tópico, a maioria das pessoas fará pesquisa implícita, não explícita.

Quero destacar algo na SERP da busca explícita. Notou como o primeiro resultado orgânico é um encanador da região, e ele tem um bom snippet em destaque? Legal, né?

Tenho uma teoria sobre snippet em destaque. Acho que o Google terá algum tipo de atualização Venice lançada para snippets em destaque em algum momento no futuro.

Os snippets em destaque há muito tempo se reservam (em sua maioria) em escala nacional para sites com autoridade. Minha teoria é de que snippets em destaque mudarão dinamicamente em algum momento com base na localização geográfica do usuário.

Um usuário que busca o nosso tópico “aquecedor de água sem tanque x com tanque” resultaria em snippets em destaque que são alterados com base em onde o usuário está localizado.

Faz sentido, não? Se não houver conteúdo local suficiente para satisfazer o snippet, o Google usará apenas o snippet de antes.

Não tenho nenhuma evidência de que isso vai acontecer, mas acho que acontecerá em algum momento!

Não estamos tentando posicionar nacionalmente nosso cliente para esses tipos de consulta de comparação, então vamos confiar na concorrência local que se posiciona no momento para ter uma noção do seu conteúdo.

Esse conteúdo deve ser abordado na página principal do tópico, ser uma página subordinada à página principal do tópico ou ser uma postagem do blog?

Eu gostaria que esse conteúdo fosse uma página secundária da nossa página de tópico principal e explicarei por quê.

Ao considerar a Arquitetura da Informação, meu objetivo é facilitar ao máximo que os usuários cheguem à página que procuram com dois cliques após a página inicial.

Claro, podemos contar com links internos da nossa página principal do tópico para a postagem do blog, mas se o conteúdo é relevante para o assunto, por que não conectá-lo ao tópico principal?

Ter todo esse conteúdo publicado na página principal do tópico para aquecedores de água sem tanque provavelmente tornaria a página muito longa e diminuiria seu propósito principal, posicionando suas principais palavras-chave.

Por isso, vamos criar uma página exclusiva para a categoria Comparação. E as categorias “Conserto” e “Principal”?

Mais uma vez, vamos contar com as SERPs para nos guiar. Esse é o mesmo processo de antes. Tenho um palpite sobre Conserto, mas precisamos checar as SERPs primeiro.

comparing different serps

Eu esperava que os resultados orgânicos fossem um pouco mais consistentes nessas três pesquisas, mas isso não mudará minha recomendação.

Nossa página principal do tópico vai abranger as palavras-chave da categoria principal, juntamente com as palavras-chave de instalação. As palavras-chave da categoria de conserto são relevantes para o tópico, mas devem ser uma página subordinada à página do tópico principal.

No total, para esse tópico, vamos ter três páginas. Agora, precisamos criar o conteúdo e publicá-lo!

Primeiro, enviamos à cliente a pesquisa, juntamente com nossas recomendações para cada página. Não somos especialistas nesse tópico, então precisamos da experiência dela. Não é necessário que ela produza todo o conteúdo, mas precisamos de respostas específicas. Assim que as tivermos, vamos produzir o conteúdo e publicá-lo.

Ao escrever o conteúdo real, devemos nos concentrar em incluir as outras palavras-chave no texto?

Sabemos quais palavras-chave principais de cada tópico terão uma página exclusiva. A palavra-chave principal do tópico será incluída na URL, tag de título, descrição meta e na tag H1, pelo menos. Se o conteúdo que estamos produzindo tiver seções específicas sobre uma de nossas palavras-chave na mesma categoria, vamos adicioná-lo como H2.

A produção de conteúdo deve se focar em oferecer as informações ideias para o tópico específico. As outras palavras-chave que temos na mesma categoria serão naturalmente incluídas nele.

Você não precisa usar o TF-IDF ou alguma outra forma arbitrária de conseguir mais “referências” com suas palavras-chave do texto. Concentre-se em escrever um ótimo conteúdo para o usuário.

Confira sua pesquisa local de palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave de SEO local não deve ser uma feita apenas uma vez. É preciso conferir as palavras-chave pelo menos a cada seis meses. Talvez você encontre muitas semelhanças com a pesquisa original, mas provavelmente encontrará novas oportunidades de palavras-chave que não havia reparado antes.

Além disso, a Semrush oferece a ferramenta Listing Management que permite rastrear suas palavras-chave, destacar seus posicionamento no Google Maps e muito mais. Ao monitorar suas posições de palavras-chave no Google Maps, dependendo da localização do usuário, você pode garantir que sua estratégia de palavras-chave seja eficaz e fazer as alterações necessárias ao revisitar e monitorar seu desempenho.

Como você faz SEO local em 2021?

Faça de tudo. Será que estou brincando?

Os principais fatores de posicionamento do Google Meu Negócio são relevância, distância e importância. As dicas que compartilho abaixo ajudarão com relevância e importância. Não há como otimizar a distância, infelizmente. Confira alguns dos principais fatores para melhorar o SEO local:

  • Google Meu Negócio
  • Luta contra spam no Google Meu Negócio
  • Avaliações
  • Citações
  • SEO on-page
  • Velocidade da página
  • Link building

Google Meu Negócio

Confira se preencheu todos os campos possíveis no anúncio do GMB e garanta que está seguindo as Diretrizes.

Sim, palavras-chave no nome da empresa ajudam nos posicionamentos. Isso não significa que você pode sair adicionando palavras-chave ao nome da empresa — isso vai contra as diretrizes.

Ao selecionar as categorias, garanta que a categoria principal seja a ideal para a empresa. Se a empresa for sazonal, escolha a categoria primária que corresponde à sua temporada atual.

Quando a temporada mudar, mude a categoria primária para uma categoria que corresponda melhor a ela. Repita sempre que for necessário. Quanto mais categorias relevantes, melhor! Adicione o maior número possível de categorias relevantes ao seu perfil do Google Meu Negócio.

Adicione ótimas fotos e vídeos que representam seu negócio e seus produtos/serviços.

Luta contra spam no Google Meu Negócio

O spam ainda vive no Google Meu Negócio. Familiarize-se com as Diretrizes do Google Meu Negócio e comece a enviar o Formulário de Redenção do Negócio para perfis que estejam violando as diretrizes. Se um concorrente local estiver apenas colocando palavras-chave no nome da empresa, primeiro você precisa sugerir uma edição. Apenas se/quando essa edição for rejeitada você poderá enviar o Business Redressal Form.

Avaliações

Se você não implementou uma estratégia de ganhos de avaliações, esta é a primeira coisa que deve fazer antes de continuar. As avaliações afetam diretamente os posicionamentos do GMB e são uma ótima maneira de fazer com que os clientes em potencial se convertam em clientes reais.

Você deve receber avaliações no seu perfil do GMB, mas considere adicionar o Facebook e outros terceiros. O terceiro deve ser um site que se posiciona com suas principais palavras-chave. Isso é chamado de SEO barnacle.

Dica: a ferramenta Listing Management da Semrush facilita o gerenciamento e a resposta a comentários.

Citações

Citações não servem para nada! Viva as citações locais! Embora seu impacto nos posicionamentos tenha diminuído ao longo dos anos, sim, você pode investir em citações. Eu recomendaria focar apenas nos principais agregadores de dados e fontes de citação de nível 1. No entanto, se você quiser ter mais, mal não faz!

Dica: para facilitar o processo, a ferramenta Listing Management distribui as informações da sua empresa para sites de citação e garante que suas informações fiquem unificadas em todos os perfis.

SEO on-page

Não vou falar das dicas usuais, como incluir palavras-chave em tags de título. Vou me concentrar em algumas coisas que normalmente noto em sites locais.

Os links internos não são bem utilizados. Muitas vezes, a página inicial passa a maior equidade de links para páginas subordinadas, e esses links internos geralmente têm o texto âncora de “leia mais”. Essa âncora não fornece nenhum contexto para um bot de pesquisa.

Dados estruturados estão ao seu lado. O esquema de Perguntas frequentes pode oferecer muito mais vantagens quando é implementado.

Velocidade da página

Já sobre os algoritmos de posicionamento, não deixe de cuidar da velocidade do site. Confira o relatório do Core Web Vitals no Google Search Console se tiver URLs com baixo desempenho ou que precisam ser melhoradas.

Os links ajudam você com o Google Maps e os resultados orgânicos locais. Nem todos os links são criados da mesma forma. Em vez de apenas “fazer link building de tudo”, você já considerou comparar links locais? Aproveite esta planilha (bit.ly/link-benchmarking) e compare seus links com os da concorrência que supera você.

A segunda planilha tem um exemplo. Os links estão classificados como Citação, Tópico, Local, Outro ou Lixo. Descubra o seu parâmetro de comparação e mãos à obra. Precisa de inspiração? Confira 7 ideias de link building local que você não aproveita.

Pare de confiar em métricas de links de terceiros para determinar se um link é bom ou não. Se o site for relevante para o local ou tópico e não é spam, vá em frente!

Confira nossos planos de hospedagem de Sites, planos de hospedagem para WordPress, planos Econômicos. Planos de Email Profissional e Servidores VPS. Tenha um atendimento personalizado entrando em Contato pelo Site ou pelo WhatsApp. Se você é um revendedor, confira nossos planos de revenda.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

APROVEITE

DESCONTO DE 50% VITALÍCIO

para os planos PLUS, MEGA E TURBO!

PROMOCODE: MHVITA50

Oferta Termina em:

Dias
Horas
Min
Seg