o que é o CPC, como funciona e como calcular

Acompanhe as novidades e ultimas postagens.

O Custo por Clique (CPC) é uma das métricas mais relevantes para que as suas campanhas de mídia paga tenham um retorno eficiente e sustentável, especialmente no longo prazo. Entender esse indicador é o primeiro passo para ter um maior controle das estratégias e performance das suas campanhas.

Para quem trabalha com o Google Ads, conhecer algumas métricas é fundamental para avaliar a eficiência de uma estratégia. Algumas são mais e outras são menos importantes, mas poucas têm um impacto tão significativo quanto o Custo por Clique (CPC).

Afinal, como saber quais s√£o os retornos dos seus investimentos? O n√ļmero bruto de cliques pode ser excelente, mas ser√° que essa performance √© vi√°vel de ser alcan√ßada no m√©dio e longo prazos com valores altos, por exemplo? Monitorar o CPC, portanto, se torna uma tarefa fundamental para o seu trabalho.

Vai ser a partir do monitoramento dessa estrat√©gia que os seus resultados tendem a melhorar ou piorar, especialmente na rela√ß√£o de custo-benef√≠cio. O que acha, ent√£o, de tirar todas as suas d√ļvidas sobre como funciona o Custo por Clique e as estrat√©gias para melhorar as suas campanhas? Confira!

O que é o CPC e como ele funciona?

O Custo por Clique (CPC) √© uma m√©trica que mostra quanto um anunciante paga por cada clique recebido em um an√ļncio pago espec√≠fico.¬†

Ou seja, para receber um clique, a empresa precisou investir uma quantia determinada de valores, um indicador essencial para o marketing digital.

Uma campanha pode ter uma excelente taxa de cliques, mas se o seu CPC for muito elevado, não vai se tornar uma campanha sustentável. Em resumo, esse é o indicador necessário para avaliar a relação de custo-benefício de cada campanha, garantindo o melhor uso dos recursos disponíveis.

Sendo assim, um CPC mais baixo significa que o seu investimento foi mais certeiro e eficiente. 
Enquanto isso, quando essa m√©trica est√° muito elevada, isso significa que aquele an√ļncio √© muito caro e, dependendo do retorno obtido com a venda de um produto ou servi√ßo, pode n√£o ser sustent√°vel.

O CPC funciona da seguinte maneira: quando voc√™ quer se destacar em uma SERP, precisa definir uma palavra-chave espec√≠fica e, consequentemente, o seu valor m√°ximo a ser pago por cada clique, ou seja, o seu CPC m√°ximo. Acima desse valor, o seu an√ļncio nunca ser√° veiculado naquela p√°gina.

Se trata de um fluxo parecido com o de um leil√£o. Dessa forma, se o seu valor n√£o for t√£o elevado, o seu an√ļncio n√£o vai ter tanto destaque. Consequentemente, esse cen√°rio vai afetar diretamente as possibilidades de que o seu an√ļncio receba um clique.

Como calcular o CPC ideal para uma campanha de marketing?

Para calcular o CPC, a f√≥rmula √© muito simples: basta dividir o total investido naquele an√ļncio pelo total de cliques recebidos.¬†

Isso significa que uma m√≠dia paga, que n√£o custou tanto, e ainda assim rendeu in√ļmeros cliques √© uma campanha de marketing bastante eficiente.

A definição de um CPC ideal é complexa, afinal, depende de uma série de fatores, como os recursos disponíveis para aquela campanha e até mesmo o segmento de atuação da sua empresa. 

Especialmente em mercados B2B, a jornada de compra pode ser mais longa e n√£o t√£o simples de se converter.

Dessa forma, mais importante do que descobrir o CPC ideal, é preciso conhecer as métricas de Custo por Clique mais específicas:

  • CPC m√°ximo: como falamos anteriormente, funciona como uma trava, ou seja, sempre que o seu an√ļncio receber um clique, ele nunca vai ser maior do que o valor estipulado neste indicador;
  • CPC m√©dio: j√° o CPC m√©dio representa o custo de variados cliques em uma mesma campanha, j√° que em algum momento o clique pode ser mais caro, ou pode diminuir em outros momentos. A ideia aqui √© entender, ao longo daquela campanha, quanto foi investido em m√©dia;
  • CPC real: esse √© o valor final de um clique, j√° que nem sempre voc√™ vai pagar, por exemplo, o CPC m√°ximo,. Este indicador representa quanto, de fato, voc√™ gastou para conseguir um maior n√ļmero de cliques.

Para chegar ao n√ļmero ideal do CPC, portanto, voc√™ deve considerar todos esses fatores e as particularidades do seu neg√≥cio. Com isso, voc√™ passa a ter todas as informa√ß√Ķes necess√°rias para criar campanhas que tenham a melhor rela√ß√£o de custo-benef√≠cio.

6 dicas para melhorar o CPC das suas campanhas de marketing

Mas, afinal, como melhorar o Custo por Clique das suas campanhas de Marketing? Separamos algumas dicas, confira!

1. Melhore o √ćndice de Qualidade dos seus an√ļncios

O √ćndice de Qualidade √© uma das m√©tricas mais relevantes para o Google e afeta diretamente o seu CPC.¬†
Afinal, √© o indicador utilizado para comparar o seu an√ļncio com outros competidores pela mesma palavra-chave. Ou seja, pode ser um diferencial relevante para as suas campanhas se destacarem.

Ele √© determinado em uma an√°lise de CTR esperado, relev√Ęncia do an√ļncio, relev√Ęncia da landing page.
Apesar de parecer simples, essa √© uma das tarefas mais dif√≠ceis dentro do Google Ads, j√° que exige melhorias em diferentes √°reas. Um primeiro passo √© usar estrat√©gias para melhorar a relev√Ęncia do an√ļncio, a experi√™ncia oferecida na p√°gina e o CTR (taxa de cliques) dos seus an√ļncios.

Para fazer tudo isso, algumas dicas fundamentais para os seus an√ļncios:

  • N√£o engane os seus usu√°rios: a primeira regra √© a mais importante para que as suas campanhas sejam relevantes. Ao tentar enganar os usu√°rios, a tend√™ncia √© que a sua taxa de rejei√ß√£o aumente e, consequentemente, afete a relev√Ęncia dos seus an√ļncios e prejudique a experi√™ncia, o que impacta diretamente no seu √ćndice de Qualidade;
  • Escreva mensagens simples e diretas: outra quest√£o relevante, e mais pr√°tica, e se refere a qualidade dos conte√ļdos e como voc√™ desenvolve os copys dos seus an√ļncios. Garanta que a mensagem seja atraente e adequada para convencer o seu p√ļblico-alvo a clicar, o que aumentar√° o seu CTR ao longo do tempo;
  • Entregue uma experi√™ncia positiva: voc√™ j√° levou o usu√°rio at√© a sua p√°gina, mas ainda √© preciso fazer com que ele queira passar tempo ali. Por isso, voc√™ deve garantir que ele tenha uma experi√™ncia positiva ao entrar na p√°gina destino do seu an√ļncio, o que significa analisar os m√≠nimos detalhes, desde quest√Ķes como experi√™ncia mobile at√© o tempo de carregamento;
  • Utilize CTAs atrativos e simples: tamb√©m √© muito importante que voc√™ desenvolva CTAs eficientes, pensados especificamente para convers√£o, o que estimula diretamente o aumento de cliques nas suas p√°ginas.

2. Foque em termos de cauda longa

Uma dica para melhorar o seu CPC é focar em termos de cauda longa, que geralmente são palavras-chave com um volume de busca menor, mas que também têm uma competitividade melhor para o rankeamento. 
Na pr√°tica, isso representa maiores chances de gastar menos para receber mais cliques.

Outra característica importante das palavras-chave de cauda longa são que elas têm taxas de conversão mais altas. Sendo assim, a tendência é que o seu ROI acabe sendo impactado positivamente também, afetando diretamente os retornos que você vai obter com cada campanha.

Quando voc√™ consegue um lugar de maior destaque nesses termos menos concorridos, voc√™ tamb√©m est√° fortalecendo a sua relev√Ęncia para o Google. Isso n√£o significa simplesmente abandonar outros termos, mas o interessante √© mesclar essas op√ß√Ķes para conseguir reduzir o CPC.

Para encontrar as palavras-chave de cauda longa, voc√™ pode contar com a ajuda da ferramenta Keyword Magic Tool, da Semrush. Basta digitar o termo head tail e ver as varia√ß√Ķes de busca dos usu√°rios, junto de suas estat√≠sticas:

print da ferramenta magic tool

3. Crie estratégias em cima das palavras-chave negativas

Alguns termos são considerados palavras-chave negativas pelo Google por serem termos pouco relevantes. 
Ao criar estrat√©gias que excluam essas palavras, a tend√™ncia √© que as suas p√°ginas n√£o apare√ßam em buscas por esses termos, o que n√£o vai afetar negativamente o seu √ćndice de Qualidade, por exemplo.

Afinal, por que desperdiçar os seus esforços em SERPs muito competitivas e pouco valiosas para o seu negócio em geral? No próprio Google Ads você consegue configurar os termos negativos e tirá-los das suas campanhas.

4. Utilize o recurso ad scheduling

Outro recurso valioso que o Google Ads oferece para os seus usu√°rios √© o Ad Scheduling, que nada mais √© do que a possibilidade de planejar melhor os momentos em que os seus an√ļncios s√£o exibidos.

Com essa ferramenta, voc√™ pode definir, por exemplo, a exibi√ß√£o do an√ļncio em horas do dia em que a sua persona costuma ficar online. Al√©m disso, consegue personalizar a sua oferta por clique de acordo com o momento do dia.¬†

5. Personalize de acordo com o dispositivo

O Google Ads tamb√©m permite que voc√™ fa√ßa a personaliza√ß√£o dos seus an√ļncios de acordo com o dispositivo utilizado.¬†

Ou seja, voc√™ pode aumentar ou reduzir o seu CPC m√°ximo para smartphones, tablets ou desktop. A partir da an√°lise do comportamento do seu p√ļblico, fica f√°cil entender o que pode ser alterado.

Dessa forma, as suas campanhas se tornam ainda mais personalizadas e você pode excluir dispositivos que não fazem parte da realidade da sua persona e que acabam influenciando negativamente no seu CPC.

6. Altere a abrang√™ncia dos seus an√ļncios

Também é importante analisar qual é a melhor estratégia no que se diz respeito à abrangência dos termos pesquisados. 

Por exemplo, algumas palavras-chave de correspondência ampla podem representar mais oportunidades de cliques, mas também significa uma competição maior.

Da mesma forma que voc√™ pode alternar as suas estrat√©gias de cauda longa e cauda curta, voc√™ deve fazer o mesmo por aqui. Em algumas situa√ß√Ķes, por mais que o CPC seja mais alto em casos de correspond√™ncia exata, dependendo da √°rea de atua√ß√£o do seu neg√≥cio, essa estrat√©gia pode ser v√°lida.

Com essas dicas e um monitoramento constante da performance das suas campanhas de m√≠dia paga, a tend√™ncia √© que voc√™ consiga potencializar a efici√™ncia e a performance das suas a√ß√Ķes, especialmente no longo prazo.

Al√©m do Custo por Clique, √© importante ficar de olho em outros conceitos e estrat√©gias que fazem parte da rotina de quem atua com m√≠dia paga. Que tal, ent√£o, tirar todas as suas d√ļvidas sobre o que √© remarketing no Google Ads e 5 estrat√©gias avan√ßadas para potencializar as suas campanhas?

Fonte

Compartilhar:

Deixe um coment√°rio

Categorias
Assinar por e-mail

Digite seu endere√ßo de e-mail para assinar e receber notifica√ß√Ķes de novas publica√ß√Ķes por e-mail.

Estatísticas do blog
  • 54.053 Views