o que s√£o e quais os impactos no SEO

Acompanhe as novidades e ultimas postagens.

As penaliza√ß√Ķes do Google foram criadas para evitar que pessoas mal intencionadas consigam tirar vantagem na busca por rankeamento melhor nas SERPs. Apesar dos seus benef√≠cios, √© importante sempre conferir as diretrizes da plataforma para evitar que o seu site tamb√©m seja prejudicado, mesmo que n√£o intencionalmente.

Como em todas as √°reas do mundo corporativo, o segmento do SEO tamb√©m tem algumas regras que precisam ser seguidas. E, para garantir que nenhuma delas seja infringida, e algum site tire vantagem dos seus concorrentes, as penaliza√ß√Ķes do Google existem como uma forma de controlar o mercado.

Afinal, as regras existem porque muitas pessoas tentam burlar o sistema em busca de algum tipo de benefício. 
‚ÄúPor que fazer o trabalho √°rduo de constru√ß√£o de uma reputa√ß√£o e um lugar relevante nos buscadores, se existem t√°ticas que podem acelerar o processo?‚ÄĚ. Para evitar esse tipo de pensamento, o Google conta com essas diretrizes.

Mas como as penaliza√ß√Ķes do Google funcionam? Quais s√£o os tipos de penaliza√ß√Ķes que existem e quais s√£o os motivos principais para isso? E o que pode ser feito para reduzir as chances de que o seu site sofra alguma puni√ß√£o? Continue a leitura para tirar todas as suas d√ļvidas!

O que s√£o as penaliza√ß√Ķes do Google?

As penaliza√ß√Ķes do Google s√£o puni√ß√Ķes por pr√°ticas n√£o permitidas dentro do mecanismo de busca. Em resumo, elas acontecem quando uma p√°gina tenta enganar o algoritmo respons√°vel por monitorar e rankear os conte√ļdos dentro de cada uma das suas SERPs.

O Google tem uma s√©rie de diretrizes muito claras sobre o que pode e o que n√£o pode ser feito quando se fala em estrat√©gias de SEO. Sendo assim, sempre que algum tipo de a√ß√£o desse tipo for identificada, √© poss√≠vel que uma p√°gina ‚ÄĒ ou at√© mesmo site ‚ÄĒ sofra uma penalidade.

Impulsionar resultados artificialmente ou oferecer materiais que agregam pouco a experiência do usuário, mas aumentam seu rankeamento são apenas alguns exemplos do que o Google considera errado. Em resumo, tudo o que está fora das regras estipuladas pela plataforma pode resultar em punição.

Essas práticas e tentativas de enganar o mecanismo de busca são conhecidas como Black Hat SEO. 

Basicamente, são técnicas específicas que ajudam um site a conseguir um melhor rankeamento dentro de uma SERP, mas geralmente com práticas consideradas erradas pelas diretrizes do Google.

Quais s√£o os tipos de penaliza√ß√Ķes existentes?

Antes de entender exatamente quais s√£o as puni√ß√Ķes do Google, √© importante conhecer como elas acontecem na pr√°tica.¬†

Hoje, são dois tipos de verificação que o Google realiza: manual e automática:

  • Manual: acontece quando um funcion√°rio do Google identifica alguma pr√°tica errada por parte do seu site. Nesse caso, uma notifica√ß√£o √© enviada na hora em que a aplica√ß√£o da puni√ß√£o acontece, o que facilita a compreens√£o do que foi feito e como evitar que se repita;
  • Autom√°tica: por meio dos seus in√ļmeros bots, as penaliza√ß√Ķes do Google tamb√©m podem ser autom√°ticas, com a m√°quina fazendo a verifica√ß√£o das suas p√°ginas e se deparando com algo fora das regras das diretrizes, aplicando instantaneamente a puni√ß√£o e nem sempre com notifica√ß√Ķes.

Qualquer uma dessas puni√ß√Ķes pode resultar em um impacto negativo direto na sua p√°gina. Segundo as pr√≥prias diretrizes do Google, as penalidades variam de diferentes graus e n√≠veis:

  • Perda de posi√ß√Ķes no Page Rank;
  • Perda de 30 posi√ß√Ķes em uma SERP;
  • Perda de 50 posi√ß√Ķes em uma SERP;
  • Perda de 950 posi√ß√Ķes em uma SERP;
  • Bloqueio da p√°gina no processo de indexa√ß√£o do buscador;
  • Bloqueio do dom√≠nio do site na indexa√ß√£o do buscador.

Essas s√£o as principais penalidades, mas existem outras possibilidades de puni√ß√£o, como o impedimento de que novos conte√ļdos do seu site sejam indexados, o que prejudica diretamente a possibilidade de rankeamento na SERP. Em resumo, n√£o seguir as diretrizes do Google pode ser grave.

Entre as penalidades manuais do Google, as que mais aparecem são causadas pelo uso de backlinks de maneira artificial. O que, na prática, fere diretamente as diretrizes do Google. São considerados os links artificiais, prejudiciais, de spam ou, como chamamos na Semrush, de tóxicos.

Em um estudo, usamos nossa ferramenta Backlink Audit para coletar dados de mais de 830 perfis de backlinks de usu√°rios da SEMrush e de f√≥runs da √°rea cujos sites foram atingidos por penalidades nos √ļltimos 2 anos.

Veja a seguir um resumo do que foi descoberto na pesquisa e as principais considera√ß√Ķes sobre links t√≥xicos:

infografico semrush

Um erro isolado não é o suficiente para penalização

N√£o, voc√™ ser√° penalizado por ter um √ļnico link artificial. Analisamos os exemplos de links artificiais que o Google forneceu aos webmasters e executamos uma auditoria de perfil detalhada dos sites penalizados. Em resumo, uma combina√ß√£o de 2-3 ou mais tipos de manipula√ß√£o de links aciona penalidades.

O Google não faz distinção entre links tóxicos recentes e antigos, o que significa que backlinks ruins criados anos atrás ainda podem prejudicar o seu site. Os sites que receberam penalidades de links artificiais em 2019-2020 foram penalizados por causa dos links criados em 2016-2018.

O seu site pode ter uma excelente reputação, mas a má notícia é que o Google não discrimina com base em fontes dos seus links de entrada. Se um link demonstrar táticas manipulativas ou artificiais, será marcado como spam, independentemente da reputação da sua página.

Normalmente, sites inteiros s√£o penalizados

Apesar do Google identificar os erros individualmente, ou seja, dentro de cada p√°gina, o estudo da Semrush mostrou que sites e propriedades inteiros s√£o penalizados com mais frequ√™ncia do que p√°ginas ou se√ß√Ķes espec√≠ficas do site.

O processo não é totalmente transparente

Quando o Google entra em contato com os webmasters, normalmente ele não fornece exemplos de links artificiais. Você pode esperar ver alguns exemplos de links incorretos apontando para o seu site somente depois de registrar uma segunda solicitação de reconsideração.

Como reconhecer as penaliza√ß√Ķes do Google?

O Google n√£o √© t√£o transparente em rela√ß√£o ao que foi encontrado e que fere as diretrizes da sua plataforma. Por isso, n√£o √© t√£o f√°cil reconhecer quais s√£o as puni√ß√Ķes que o seu site sofreu. Um s√≥ elemento n√£o √© o suficiente para ter mais certeza de que a p√°gina foi punida.

Por exemplo, a queda de tr√°fego, normalmente, √© o indicador mais afetado quando se pensa em uma penaliza√ß√£o. O problema √© que existem outros motivos para que isso aconte√ßa, ent√£o, uma redu√ß√£o no n√ļmero de visitantes n√£o √©, necessariamente, por conta de uma puni√ß√£o do Google.

Mas, ao juntar essa informa√ß√£o com alertas no Google Webmaster, queda significativa no rankeamento nas SERPs e dificuldade em indexar novas p√°ginas e conte√ļdos, voc√™ tem mais certeza de que sofreu algum tipo de penaliza√ß√£o.

Al√©m disso, algumas dicas simples tamb√©m podem ajudar a identificar se o seu site sofreu alguma penalidade. Utilizar o Google Webmasters Tools pode ser o suficiente para ter informa√ß√Ķes sobre o rankeamento, indexa√ß√£o e performance da sua p√°gina.

Como se prevenir das penaliza√ß√Ķes do Google?

A melhor estrat√©gia para n√£o sofrer com as penaliza√ß√Ķes do Google √© a preven√ß√£o. E a boa not√≠cia √© que existem in√ļmeras pr√°ticas saud√°veis ‚ÄĒ e simples ‚ÄĒ que podem ser adicionadas ao seu dia a dia. Confira algumas das nossas dicas!

Foque em conte√ļdos de qualidade

Essa dica pode parecer repetitiva, mas √© muito importante: os principais erros que resultam em puni√ß√£o do Google acontecem em conte√ļdos que n√£o tem a sua qualidade como foco principal. Artigos e publica√ß√Ķes muito repetitivas ou com conte√ļdos copiados de outros sites t√™m maiores chances de serem prejudiciais.

Querendo ou n√£o, algumas pessoas acabam escondendo backlinks com t√°ticas b√°sicas, como deixando a fonte no tamanho zero, colocando aquele trecho na mesma cor do fundo do site ou escondendo atr√°s de uma imagem. Isso pode ser visto como uma pr√°tica contra as diretrizes do Google.

Outro erro bastante comum √© adicionar backlinks que n√£o fa√ßam sentido para os seus conte√ļdos ou que n√£o tenham nenhum tipo de rela√ß√£o com os segmentos que est√£o sendo abordados. O Google tamb√©m identifica isso como uma pr√°tica negativa que viola as suas diretrizes.

Repetição exagerada de palavras-chave

Seja manualmente, seja automaticamente: uma das situa√ß√Ķes em que o Google mais identifica erros relacionados √†s suas diretrizes √© a repeti√ß√£o exagerada e sem sentido de uma palavra-chave. Um mesmo par√°grafo repetindo um termo espec√≠fico, por exemplo, √© suficiente para chamar aten√ß√£o.

Utilização de dados estruturados em excesso

Os dados estruturados são excelentes para melhorar a experiência do usuário, certo? Mas é preciso ter cuidado ao utilizá-los nas suas páginas, já que, em excesso, eles podem acabar prejudicando o seu rankeamento.

Al√©m dessas boas pr√°ticas, algumas dicas mais t√©cnicas tamb√©m podem ajudar a prevenir penaliza√ß√Ķes do Google:

  • Fa√ßa uma auditoria detalhada do seu perfil de backlinks regularmente (pelo menos uma vez por m√™s);
  • N√£o promova produtos ou servi√ßos diretamente sem usar os atributos nofollow ou patrocinado (como rel = “sponsored”);
  • Repense sua estrat√©gia atual de link building. Publicar centenas de press releases com links que levam ao seu site n√£o √© uma estrat√©gia moderna de SEO;
  • Nunca use t√°ticas de SEO que envolvam a utiliza√ß√£o de SPAM;
  • Sempre avalie textos √Ęncora e revise-os; evite o uso excessivo de √Ęncoras parecidas. Se voc√™ estiver usando √Ęncoras de correspond√™ncia exata, tente usar palavras variadas que voc√™ pode encontrar com a ferramenta Keyword Magic Tool da Semrush. Use palavras-chave semelhantes ou relacionadas.¬†

Como se recuperar de uma penalidade do Google?

Mesmo seguindo todas as dicas acima para evitar as penaliza√ß√Ķes do Google, voc√™ ainda pode correr o risco de deixar algum detalhe passar. Afinal, as diretrizes da plataforma mudam constantemente e nem sempre √© poss√≠vel acompanhar todas elas. Apesar do impacto, a penalidade n√£o √© o fim dos tempos.

Sim, o tr√°fego e, consequentemente, as convers√Ķes v√£o reduzir bastante por um per√≠odo. Mas o pr√≥prio Google envia uma notifica√ß√£o detalhando quais foram os erros cometidos pela sua p√°gina e o que precisa ser corrigido. Assim, voc√™ consegue entender exatamente o que deve ser feito.

Uma dica nessa etapa √© olhar n√£o apenas para a p√°gina que foi indicada pelo Google, mas tamb√©m procurar por outros erros que podem ser prejudiciais para o seu rankeamento. √Č uma etapa trabalhosa, mas que pode resultar em uma corre√ß√£o mais r√°pida dessa puni√ß√£o.

Em seguida, você deve solicitar ao Google a reconsideração da penalidade neste link. A resposta da plataforma nem sempre é rápida, mas todas as suas páginas passam por uma nova análise e, em caso de validação, o seu site volta a rankear com a mesma performance nos próximos dias ou semanas.

Resumidamente, √© preciso fazer uma an√°lise do que foi feito de maneira errada e, a partir disso, iniciar as corre√ß√Ķes. Com essa etapa conclu√≠da, voc√™ deve apenas aguardar pelo parecer e autoriza√ß√£o do Google. Sendo assim, n√£o se trata de um processo t√£o longo ou prejudicial quando voc√™ agiliza a sua parte.

Evitar as penaliza√ß√Ķes do Google deve ser um trabalho priorit√°rio dentro da sua equipe. Afinal, estamos falando de puni√ß√Ķes que podem prejudicar o trabalho de meses ou at√© anos de conquista de posi√ß√Ķes mais elevadas dentro de uma SERP, o que exige aten√ß√£o aos m√≠nimos detalhes.

Ao longo deste conte√ļdo falamos sobre algumas t√©cnicas que precisam ser evitadas, n√£o √© mesmo? O que acha, ent√£o, de se aprofundar no assunto e entender o que √© Black Hat SEO e as nove t√©cnicas arriscadas que voc√™ deve evitar?

Fonte

Compartilhar:

Deixe um coment√°rio

Categorias
Assinar por e-mail

Digite seu endere√ßo de e-mail para assinar e receber notifica√ß√Ķes de novas publica√ß√Ķes por e-mail.

Estatísticas do blog
  • 54.053 Views